CÂNCER - 21/06 a 21/07: Você é uma chorona desgraçada. Os outros signos do zodíaco são obrigados a agüentar você reclamar da sua vida. Você se acha solidária e compreensiva com os problemas das outras pessoas, o que faz de você uma baba-ovo puxa-saco. O que você quer mesmo é ficar “bem na fita”. Você só quer saber de se dar bem, custe o que custar, e acaba sempre ficando numa boa, apesar de não valer nada. É na verdade uma canalha com cara de santa. Quando pressionada você faz chantagem emocional. Chora e faz da sua vida a pior de todas. Por isso, os outros signos do zodíaco nunca desconfiam de você. E o pior é que todos gostam de você.



terça-feira, 22 de março de 2011

Past

Museu é uma instituição criada para recolher, pesquisar, e valorizar de diversas maneiras um conjunto de elementos de valor cultural e ambiental. Eu tenho um museu em mim. Esse museu é diferente. Ele guarda pessoas, histórias, sorrisos, momentos e principalmente sentimentos. Todo museu tem aquelas peças que são mais raras. No meu museu não seria diferente. Todas as peças estão lá por meu próprio mérito.
Tenho em mim algumas pessoas que ainda não foram para o museu. Uma delas é um menino branquinho, de cabelos negros, olhos escuros e sorriso largo. Eu estava procurando um lugarzinho para ele no meu pequeno museu, quando um dia, numa conversa com um amigo através das redes virtuais, surge aquela frase: "Oi Carlinha, sabe quem é?" Já fazia um bom tempo não é? Ficamos horas e horas conversando. Ele me cobrou um tal presente, porque o aniversário dele estava próximo, e eu disse que a gente poderia conversar sobre isso. Mas não, pra quê? Já faz tempo Carla. Ele disse que está com saudades. Você não sente mais nada, não é? Ele já estava indo pro museu de pessoas esquecidas. Pra quê reviver algo que te fez muito mais mal do que bem? Deixa pra lá. É melhor. Pouco tempo depois e o dia do aniversário chega. Aquele seu amigo falou: "Liga pra ele, ele tá meio triste. Liga que ele vai melhorar!" E eu liguei. Foram quase quarenta minutos no celular. Nós rimos, relembramos o passado e até discutimos. E foi aí que a saudade bateu. A saudade do toque, das conversas, das horas em claro, das madrugadas no celular. Apesar de tudo ele te dava o que hoje você não tem: atenção. Ele te fez sofrer. Mas você não é santa Carla. Lembro bem do amigo fortinho, e daquele outro no Micarrega e do outro no Carnaval. É, ele sabe de tudo isso. E você achava que ele nunca ia se cansar, mas ele se cansou. E agora tá aí, de novo. Depois de um ano. É, você deu suas condições. Agora é com ele. Reviver o passado ou deixar ele empoeirar no fundo de uma prateleira qualquer no museu da vida? Mas pra você essa resposta já não importa mais, porque como diz uma frase sábia: "saudade não é motivo suficiente pra ter de volta o objeto de desejo."

"Sem esperas, sem amarras, sem receios, sem cobertas, sem sentido, sem passados." (Caio F. Abreu)

4 comentários:

Ricky Oz disse...

Muito legal, curti e to seguindo...
Segue o meu tbm...

http://rickyoz.blogspot.com/

Lays Novais disse...

Tbem gostei!
Te sigo QUerida

Beijos

http://sujeitoamudancaseou.blogspot.com/

YUMI. disse...

adorei o texto *-*
e seu blog também :] estou seguindo, se der .. me segue também? *-*
valeeu, bjs ;*

Alice Oliveira disse...

adorei o texto...por isso que eu prefiro deixar esses "amigos" no museu das pessoas esquecidas...evita saudade e sofrimento :)
beijinhos linda!

www.rebucomcafe.blogspot.com